Desenvolvimento de portais corporativos com Drupal

A demanda por maior integração dos funcionários com o ambiente de trabalho, o avanço tecnológico, a informatização das empresas, dentre outras coisas, fazem com que, cada vez mais, as organizações tenham seus portais corporativos sociais. Uma organização que deseje engajar seus funcionários e que almeje motivar o trabalho em equipe, terá necessidades digitais que vão além de uma intranet simples e estática ou de uma solução in box. Esse problema poderia ser atenuado ou resolvido mediante o uso de uma solução personalizável de mercado que promovesse a colaboração e socialização dos empregados, e essa é uma das possibilidades que o Drupal oferece.
 
O Drupal é um CMS open source em PHP criado pelo belga Dries Buytaert no ano de 2000 e que aos poucos foi adotado pela comunidade de software livre. Hoje, 14 anos depois, ele possui um alto estágio de maturidade e é adotado por cerca de 1 milhão de websites, aproximadamente 2,4% da web. Em sua lista de cases de sucesso estão grandes instituições e corporações como The White House, The UK Government, The Economist, Unicamp, MIT, Sony, Insper, AOL e Le Figaro.
 
Como gestor de conteúdo e de usuários, o Drupal fornece uma interface administrativa amigável que foi construída utilizando técnicas de aprimoramento da experiência do usuário (User Experience). O gerenciamento de conteúdos, usuários e do site pode ser feito sem sair da página em que está navegando, isso é possível graças a uma camada que abre sobre a tela em que você estiver naquele momento. É possível também visualizar uma barra administrativa customizável durante toda a navegação pelo sistema, facilitando o acesso às suas funcionalidades.
 
Além do gestor de usuário e de conteúdo, são inúmeras as vantagens que ele fornece ao ser empregado na construção de portais e, sem dúvida, a maior delas é a capacidade de extensão de seus recursos. Para isso, o Drupal possui uma grande quantidade de aplicativos embarcados, com eles é possível construir cadastros customizados, classificar registros através de conceitos de taxonomia, criar listas de conteúdo, blocos de informações, blog, comentários, formulários, urls amigáveis, utilizar ferramentas de enquetes, livro, rastreamento, logs, internacionalização, etc. Há também mais de 3 mil módulos fornecidos e mantidos pela comunidade open source com funcionalidades que vão desde integrações com Active Directory e LDAP, até sistemas de ERP e CRM. E se tudo isso não atender as necessidades do projeto, ainda é possível criar seus próprios módulos e utilizar perfis de instalação pré-fabricados para geração rápida de e-commerces, redes sociais, intranets, entre outros.
 
Quando se trata de investimento, o Drupal possui um custo de implantação mais baixo que os demais concorrentes. A tecnologia, além de ser software livre, foi construída utilizando linguagens populares que geralmente possuem um menor custo homem/hora, como o PHP. Em termos de infraestrutura, ele é multiplataforma, podendo ser instalado tanto no Linux, quanto Windows e executado por sistemas de servidores gratuitos como Apache, PHP e Nginx.
 
Ao reunir todo o potencial do Drupal em um portal corporativo, temos a possibilidade de criar desde sistemas simples, já preparados para crescer, até mais complexos como redes sociais corporativas. Com ele é possível ter aplicações de gestão de arquivos, documentos, projetos, eventos, perfis, times, grupos, dentre outros, tudo numa única ferramenta, sem necessidade de múltiplos logins. O software é seguro, já que possui uma grande comunidade de suporte e desenvolvimento e é gratuito. Todas essas características fazem dele uma ótima opção ao planejar iniciativas web e portais corporativos.
 
Caso se interesse em receber mais informações sobre essa plataforma, entre em contato, teremos o maior prazer em apresentá-la a você.
 
Lesley Fernandes

Deixe um comentário

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.